De novo a próstata subvertendo a ordem

28 jan

O texto http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/90939-no-rastro-do-cancer-de-prostata.shtml  ia razoavelmente bem até o trecho  “Por hora, parece ainda ser mais seguro recomendar o rastreamento a cada um ou dois anos a homens com idade entre 50 e 75 anos.”

Enfim, descreve muito bem as incertezas e “por isso” “melhor prevenir que remediar”, “melhor pecar por excesso”, e tantos outros aforismos que servem a medicina comercial, judicializada e tecnocrática mas não ao cada vez mais atual “primum non nocere”. Enfim, com o mesmo texto a conclusão poderia (e deveria) ser “com tantas incertezas, melhor não intervir (rastrear) a não ser que haja algum motivo para isso como sinais ou sintomas”.

Importante lembrar que a principal agência que estuda e publica sobre rastreamento coloca como NOCIVO o rastreamento sem critério clinico, ou seja, apenas pela idade, sugerido pelos autores: http://www.uspreventiveservicestaskforce.org/prostatecancerscreening.htm

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: